Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Areia Monazítica

Caminhava longas distâncias com meus pais, irmãos e primos pelas trilhas estreitas de terra que conectavam a casa onde ficávamos durante as “férias grandes” e a Vila do Careiro. Durante a caminhada, o mato roçava nas pernas, as folhas de urtiga feriam a pele como finíssimas lâminas que faziam cortes minúsculos que coçavam e irritavam, só parando pra bater nas folhinhas das “Maria fecha a porta, que teu pai já morreu”, transpúnhamos cancelas rústicas, passávamos por cacauais com copas densas que faziam grandes sombras com seus troncos escuros fixados em terrenos encharcados, cujas raízes serpenteavam e confundiam a mente pueril saturada de histórias de cabocos sobre cobras grandes e de qualquer tamanho, sentia a brisa do rio batendo e o cheiro terroso do humos da lama e o aroma enjoativo das frutas apodrecidas espalhadas pelo chão, e via passar velhas casas abandonadas (e assombradas) com suas cercas distorcidas, cenas que povoavam meu universo de criança.

Numa dessas caminhadas, uma …

O NOÉ DA BÍBLIA

O NOÉ DA BÍBLIA Recebi a seguinte mensagem do meu amigo de café, Victor:
- Victor Maciel: — Bom dia, Pastor Manoel Do Carmo Filho, tive a oportunidade de ler seus comentários sobre este filme, e agora li também este que compartilho com vc. Gostaria de ouvir suas considerações sobre este ponto de vista. Um forte abraço!
- Minha resposta: — Li o comentário do Lamartine Possela. Concordo com ele em muitos aspectos e se quisesse defender o ponto de vista da Bíblia, talvez escrevesse algo parecido como o que ele escreveu. Na verdade, o que quis colocar anteriormente, foi a possibilidade de sermos livres para ver o filme como filme, como arte, como livre narrativa, e não algo que pudesse ser destrinchado teologicamente, e que que fosse combustível para zelos exacerbados de cristãos zelotes e radicais.
Sendo assim, aqui descrevo minhas impressões e admiração por uma dos homens mais fascinantes, segundo as Escrituras Sagradas.
 — O Noé da Bíblia era um homem justo que andava com Deus e CONH…

Noé

Achei o filme muito bom e vou lhes dizer por que. Achei o filme muito bom e vou lhes dizer por que. 

PRIMEIRO, como instigador da imaginação, quando tenta preencher os vazios que o relato bíblico não explica, como a família sozinha construir algo gigantesco como uma arca, a madeira para a construção, a continuidade da vida humana após o dilúvio. O Édem ainda estava muito “colado” aos eventos do tempo de Noé, então, pode ser que alguns efeitos sobrenaturais ainda tivessem acontecendo na terra. A menção dos guardiões que caíram tendo Samyaza como líder, encontra respaldo no livro apócrifo de Enoque incluindo o julgamento de todos eles. (O excelente romance Nephilim de autoria do Caio Fábio pode ser uma forma de aprofundar o assunto). Gigantes são encontrados naturalmente no livro de Gênesis e o relato misterioso dos filhos e Deus que possuíram as filhas dos homens gerando seres colossais, os varões de renome. Na carta de Pedro e Judas encontra-se o relato desse fato, de como eles caí…