Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

TIRADAS DO ANTERO, A Anta Vivaz- JUBILEU DA MARACUTAIA

Imagem

PORQUE AINDA VOU À IGREJA?

Imagem
Ainda vou à igreja, mas não nos moldes tradicionais como se entende conceitualmente igreja nos dias de hoje, cerceadora da liberdade da consciência alheia, com sua sobrecarga de acusações, com suas redes de julgamentos e suspeitas, com sua disciplina legalista, com suas vergonhosas escaladas de cargos e ofícios, com seus sermões vociferados por pastores adoecidos de alma, que despejam culpa (como fruto de suas próprias patologias não resolvidas) nas mentes fragilizadas de gente sofrida que já vive debaixo das cobranças e acusações que a vida cotidiana lhe impõe, causando danos irreparáveis a psique, que só a graça inefável pode curar e restituir.
Ainda vou à igreja, mas a Igreja que vou a cada domingo nem nome de igreja tem. Num raro lampejo de lucidez a intitulei de Abrigo R15, para desviar o foco dos curiosos sinceros das desgraças irreversíveis que a igreja institucionalizada imprimiu em milhões de pessoas ao longo dos séculos, e lá tento desconstruir a liturgia cimentada com os tra…

tiradas do ANTERO - A ANTA VIVAZ

Imagem

A LIBERDADE DA TRANSCENDÊNCIA

Imagem
A Transcendência é a conseqüência natural dos descobridores do Evangelho Essencial, e o ultimo estagio na caminhada em direção do tripé da liberdade. Temos que passar inevitavelmente pela liberdade da consciência para sermos nós mesmos, percorrer o caminho da liberdade da simplicidade, trilha essencial para adentrar no Reino dos céus, e finalmente se firmar na base sólida da liberdade da transcendência para nos descobrir, andarilhos maltrapilhos rumo à eternidade.
Quando o Artesão-Mestre moldou o barro, no céu ecoou o som de uma sinfonia cósmica perpetrada pelos seres alados eadamá (barro) foi feitopoeimê(feitura, poema/composição) o grand finale, criação manufaturada, obra prima das mãos do Artista-Poeta. Então Ele se inclina sobre sua obra maior, e sopra ruah, espírito de vida, e ebuliu no coração recém moldado do homem-modelo, a centelha incandescente da eternidade.
A queda infelizmente resultou na bifurcação de ideais no homem, tornando-o ser ambíguo por natureza. Por um lado, seu c…