Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2008

50 anos - uma mini-auto-biografia autorizada

Imagem
Parecia que chegar aos 50 anos era um ponto difuso e muito distante no horizonte da existência. Mas chegou e já passou. Parando para avaliar...Tudo que fiz, realizei, empreendi e conquistei nesses 50 anos de existência, o fiz graças à Deus. Deus me livrou e tem preservado minha vida em muitas circunstâncias, mesmo as mais obscuras repletas de ambigüidades, questionamentos e dores.
Como começar o resumo miniatura de minha auto-biografia?

Doença estranha

Uma das histórias que meu pai contava repetidamente era a que quando tinha apenas 1 ano de vida, fui acometido por uma doença misteriosa que consistia em uma febre permanente e em uma anemia profunda, fruto de uma mononucleose infecciosa que inoculou-se em meu organismo. A medicina em Manaus esgotou todas as possibilidades de cura consistente. Aqui fui desenganado pelos médicos, os quais, depois de me bombardearem com toda sorte de antibióticos, aconselharam meus pais a buscarem auxílio em centros mais avançados. Minha mãe dizia que eu …

O TEMPO - Porque tudo chega e tudo passa

Essa era uma frase que minha mãe sempre falava quando se infundia no nosso coração de criança, um espectativa muito grande diante de grandes eventos que estavam pra chegar, como o Natal , o festival folclórico, o dia das crianças ou os dias que antecediam as fantáticas férias na vila do Careiro. Nós, crianças, ficávamos extremamente excitados, perdíamos o sono e torcíamos para aquele dia especial chegar logo. E chegava, e passava. Aí a mamãe dizia: não se admire, porque tudo chega, e tudo passa...
Essa frase, fruto da sabedoria materna, demonstra o quanto a vida passa veloz. Nossa vida é uma sucessão de momentos. Quantos natais, quantas copas do mundo, quantos aniversários já foram e quantos virão ainda?
E isso institivamente nos leva a meditar sobre o tempo. Tempo é coisa de homem finito, que necessita se locomover em termos de momentos sucessivos e espaço físico mensurável.
Nossos dias passam como um breve pensamento...tudo passa rapidamente e nós voamos, disse Moisés no seu salmo,…

Fazer

Os seres humanos são muito preteciosos. Não falo apenas dos seres humanos considerados em inúmeras comunidades ditas cristãs como perdidos e condenados ao inferno.
Mas falo daqueles que são membros de carteirinha, arrolados nas grandes agremiações da fé, onde se premiam os bem-sucedidos e os que alcançam grandes resultados.
A igreja de nosso tempo está montada na super produção do fazer. Estatística, senso, relatórios. A ordem é faça. Faça. Faça e faça. Hoje em dia quase não se dá mais ênfase naquilo que Deus disse: “Aquietai-vos e sabei que Eu Sou Deus”, ou: “Ficai parados e vede o grande livramento do Senhor”. Na igreja de hoje, o fazer e o ter engolfaram o simplesmente ser.
E é simplesmente ser mesmo, porque ser é simples, como o evangelho é simples. Ser de Jesus. Simplesmente estar à deriva da vontade de Deus e deixar-se levar pela onda de Sua graça incondicional. Essa aventura da fé, quase ninguém experimenta. É isso. Sem cobranças, sem terrorismo, sem prazo de entrega, sem a intim…