terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

JESUS E A MULHER PECADORA

JESUS E A MULHER PECADORA -

O encontro da Graça Ilimitada de Jesus e a Gratidão Irresistível de uma mulher

- Lucas7:36-50

1. ATITUDES DA MULHER:

a. Era uma cidadã de postura suspeitosa.

36 Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa.

37 E eis que uma mulher da cidade, pecadora,

O termo E eis é usado aqui por Lucas para chamar a atenção para o que vai acontecer agora nessa parte da história, um tipo de tcham, tcham, tcham! ou “olhem só para isso!” ou, “vejam que contraste, que paradoxo”!

Porque quem entra sem ser convidada na casa do fariseu Simão, é uma mulher de comportamento duvidoso, com uma vida anterior marcada pela promiscuidade, mas sem precisar necessariamente ser uma prostituta, como a mulher samaritana, que havia tido seis homens na agenda sentimental de sua vida vazia.

b.Experimentara anteriormente um encontro com a Graça.

V37: sabendo que ele estava à mesa na casa do fariseu,

= Ela teria ouvido as palavras de Jesus anteriormente?

= Ou teria ela visto Jesus curar as pessoas, tocando-as, impondo Suas mãos sobre elas, se importando com os que eram alijados pela religião e pela sociedade?

Seja o que ela tenha visto ou ouvido, isso gerou no coração um senso de gratidão, um princípio de consciência do perdão de Deus. Isso foi um elemento essencial que alimentou uma fé resoluta em Jesus e a esperança irremovível de poder viver uma vida nova.

É isso que a obra conspiratória de Jesus faz: Ele infunde em nós um sensor interior que nos empurra em direção a Jesus; você ouve e vê coisas que geram em você sede e fome de querer mais, de conhecer mais de buscá-Lo custe o que custar.

c. Ofereceu o que possuía de melhor.

levou um vaso de alabastro com ungüento;

Esse ungüento era um Líquido grosso e cheiroso tirado de plantas para ser usado na cura de feridas, uma essência extraídas de raízes odoríferas que também era utilizada como perfume para o corpo.

Podemos deduzir daí, que era um presente caro. O frasco que servia de invólucro do perfume era de alabastro, uma pedra branca muito cara e o conteúdo era de uma essência rara e preciosa.

É lamentável que muitas vezes oferecermos a Jesus material de péssima categoria, dando restolhos, bagaços, restos de louvor, retalhos surrados de oração, cultos de azeite barato e vencido.

A atitute extravagante dela revela que nada é demasiadamente caro para ser oferecido a Jesus!

c. Demonstrou uma DEVOCÃO EXUBERANTE.

38 e, estando por detrás, aos seus pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e (não cessava de ) beijava-lhe os pés e os ungia com o ungüento.

= Regava-os no original grego dá idéia de fazer chover forte, de descer uma chuva copiosa, indicando que córregos de lágrimas vertiam dos olhos, sulcando a face daquela mulher que explodia de amor efervecente, demonstrando um pesar esmagador por seu próprio pecado que se mesclava com uma profunda gratidão pelo perdão outorgado por Jesus.

Seu coração extravasava de um raro tipo de amor liquefeito que transbordava de reverência diante Daquele que lhe abriu os olhos e produziu uma transformação tão radical em sua vida.

Mais ainda. Essa adoradora excepcional quebra absolutamente o protocolo social e religioso de sua época. Além de adentrar na festa sem ser convidada, além de ser mulher e mulher pecadora, além de tocar em um homem, ela desprende os cabelos o que não se podia fazer em público, soltando-os livremente e usando-os como toalha para enxugar os pés de Jesus.

A atitude dessa mulher extraordinária lembra uma música que me quebrantou muito em uma reunião no saudoso retiro Betel, muitos anos atrás:

Agora vou ao amigo

Posso encontrar

Em suas palavras tão meigas

Ensina-me a amar

Canta minhalma ao Amado

Canta louvor ao Senhor

Perfume é derramado

Vaso quebrado no amor.

2. ATITUDES DO FARISEU:

a. Fez um convite com segundas intensões?

36 Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele.

– conf. v39: Ao ver isto, o fariseu que o convidara disse consigo mesmo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, porque é pecadora.

Podemos deduzir por inferência, que esse honrado fariseu convidou Jesus não motivado por amor, ou porque nutrisse uma elevada consideração por Jesus.

Talvez tenha sido movido pela curiosidade, ou para ter uma oportunidade de encontrar base para formular alguma acusação contra Jesus. Digo isso, diante da conclusão apressada que ele chegou quando vê a reação de Jesus diante da intrusão da mulher na sala do banquete.

b. Alimentou sentimentos mesquinhos no coração.

39 Ao ver isto (a entrada da mulher, sua aproximação de Jesus, e tudo o mais) o fariseu que o convidara disse consigo mesmo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, porque é pecadora.

Não adiantou a indumentária requintada, a postura farisáica, seu status de rico religioso, pompas e mais pompas. Jesus como a Palavra Viva e Eficaz, mais cortante que afiado bisturi de cirurgião, penetra fundo nas intenções e propósitos do coração de Simão, gora não mais o homem religioso de reputação impoluta e moral sem mácula diante dos homens, mas Simão, o que aninha no íntimo sentimentos rasteiros de desamor, preconceito e superioridade infantil.

c. Foi descoberto e repreendido pelo que não fêz.

Simão pecou por omissão:

Simão errou por amar de menos.

Aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama.

Penso eu que aqui nessa frase Jesus resume magistralemnete Seu conceito a respeito do fariseu. Por ser incapaz de compreender a extensão incomensurável do perdão de Jesus, ele consequentemente demonstrava um amor pobre, ralo, sem brilho, em conta-gotas, pouco, na definição de Jesus.

40 Dirigiu-se Jesus ao fariseu e lhe disse: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. Ele respondeu: Dize-a, Mestre.

41 Certo credor tinha dois devedores: um lhe devia quinhentos denários, e o outro, cinqüenta.

42 Não tendo nenhum dos dois com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Qual deles, portanto, o amará mais?

43 Respondeu-lhe Simão: Suponho que aquele a quem mais perdoou. Replicou-lhe: Julgaste bem.

44 E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; esta, porém, regou os meus pés com lágrimas e os enxugou com os seus cabelos.

45 Não me deste ósculo; ela, entretanto, desde que entrei não cessa de me beijar os pés.

46 Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta, com bálsamo, ungiu os meus pés.

SIMÃO FOI OMISSO POR NÃO POR FOGO E PAIXÃO NO SEU AMOR.

MEUS AMIGOS, CUIDADO COM O O CORAÇÃO MORNO! COM O AMOR QUE ESFRIA A MEDIDA QUE OS TEMPOS DO FIM SE AVIZINHAM!!

Era como se Jesus dissesse a Simão:

= Simão, seus interesse pelas por mim e pelas pessoas é indiferente e sua amizade é superficial!

= Você omitiu todos os costumes e formalidades da hospitalidade devidas a um convidado de honra!

= Simão, A sua religião exclusivista me mantém longe de você!

= Simão, você tem falta de respeito humano!

O Mestre revela que nos três aspectos ele recebeu um tratamento bem diferente por parte daquela “intrusa de baixa categoria”:

1. em vez de água para os pés, ELA OFERECEU LÁGRIMAS DE ARREPENDIMENTO.

2. Em vez de beijo no rosto, ELA DEU MUITOS BEIJOS DE GRATIDÃO NOS PÉS DE JESUS.

3. Em vez de azeite de oliva barato para a cabeça, ELA DERRAMOU UM PRECIOSO FRAGANTE PERFUME EM SEUS PÉS!

3. ATITUDES DE JESUS:

a. Aceita o convite de qualquer um indistintamente

36 Jesus, entrando na casa do fariseu, tomou lugar à mesa.

= Jesus, despojado de qualquer preconceito, aceita o convite e entra na casa do fariseu, mesmo sabendo que estava indo direto para a boca do lobo. Mas seu amor é inclusivo. Abrange a todos inclusive Simão.

Tão grande é a sua compaixão que Ele não só come na casa de publicanos e pecadores como Zaqueu e Mateus (5:29), mas também come e se instala na mesa de fariseus como Simão (11:37;14:1).

b. Aceita a atitude da mulher, destacando-a diante de todos

44 E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês esta mulher?

Jesus viu o que ninguém viu!

Quando me preparava para pregar, lembrei de um texto profético certeiro de uma “pedra que clama”, eco retumbante da graça comum que diz tudo sobre o que estamos comentando:

“Se eu morrer, morre comigo um certo mode de ver, disse o poeta. Um poeta é só um modo de ver. O diabo é que de tanto ver, a gente banaliza o olhar. Vê não-vendo.

Experimente ver pela primeira vez o que você vê todo dia sem ver. Parece fácil mas não é. O que nos cerca, o que nos é familiar já não desperta curiosidade.

O campo visual de nossa rotina e como um vazio.

Você sai todo dia, pela mesma porta. Se alguém lhe perguntar o que você vê no seu caminho, você não sabe. De tanto vê você não vê.

Sei de um profissional que passou 32 anos a fio pelo mesmo hall do prédio do seu escritório. Lá estava sempre, pontualíssimo, o mesmo porteiro. Dava-lhe bom-dia e às vezes lhe passva um recado ou uma correspondência. Um dia o porteiro comenteu a descortesia de falacer.

Como era mesmo ele? era sua cara? Sua voz? Como se vestia? Não fazia a mínima idéia. Em 32 anos, nunca o viu. Para ser notado, o porteiro teve que morrer.

O hábito suja os olhos. E lhes baixa a voltagem. Mas há sempre o que ver. Gente, bichos. E vemos? Não, não vemos.

Uma criança vê o que um adulto não vê.

Tem olhos atentos e limpos para o espetáculo do mundo.

Há pai que nunca viu o próprio filho. Manrido que nunca viu a própria mulher.

Nossos olhos se desgatam no dia-a-dia, opacos. É por aí que se instala no coração o monstro da indiferença”.

- Otto Lara Resende.

Que tal? Não tem tudo a ver?

AMAR É FOCALIZAR A ATENÇÃO disse LEGTHON FORD.

E realmente a gente vê sem enxergar a vida, e passa anos e anos sem perceber o amor e as virtudes da esposa, a jóia preciosa que é a família, a importância de ter verdadeiros amigos, a inteligência dos filhos, a simplicidade do empregado que vemos todos os dias, o grito dos desfavoráveis, a dor lancinante das famílias empobrecidas no final da rua.

O FARISEU NÃO VIU A MULHER.

ENTÃO SE ELE NÃO VIU, É PORQUE ELE NÃO TINHA NENHUMA RESERVA DE AMOR ARMAZENADA NO CORAÇÃO.

SE ELE NÃO VIU, É PORQUE NÃO MEDIU A DIMENSÃO DE SUA PECAMINOSIDADE, E ANÃO VISLUMBROU A EXTENSÃO DO PERDÃO DE DEUS POR SUA PRÓPRIA VIDA.

ASSIM, FICOU DESPROVIDO DE GRAÇA. E NÃO CONSEGUIU A NÃO SER UM PEQUENO E INSIGNIFICANTE FILETE DE AMOR. POUCO AMOU.

c. Transforma a vida da mulher definitivamente.

A. JESUS PERDOA INCONDICIONALMENTE

47 Por isso, te digo: perdoados (cancelados, remidos) lhe são os seus muitos pecados, porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama.

48 Então, disse à mulher: Perdoados são os teus pecados.

49 Os que estavam com ele à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este que até perdoa pecados?

O ENSINO QUE SOBRESSAI AQUI:

O TRANSBORDAMENTO DO AMOR RESULTA DO FATO DE ALGUÉM ESTAR PLENAMENTE CIENTE DE TER SIDO PERDOADO SUPERABUNDANTEMENTE.

B. JESUS LIBERTA COMPLETAMENTE

50 Mas Jesus disse à mulher: A tua fé te salvou;

Aqui subjaz um elogio. Jesus sempre está disposto a se empolgar com nosso progresso, com nosso pequenos começos e feitos.

A fé da mulher a salvara. Mesmo sendo algo que não era dela, antes sendo um dom de Deus (Ef2:8), ela se agarra com todas as forças de seu ser. Isso gerou salvação. Ou a invasão da graça pervadindo todo o ser, livrando-a da condenação eterna. Mas não só isso. A vida eterna começou a brotar a partir que ela creu. O reino de Deus se instalou no coração de alguém que era antes tão despresada. Agora é aceita sem reservas.

Promiscuidade, vergonha e medo, nunca mais!

C. DÁ CAPACITAÇÃO PARA TODA A VIDA

vai-te em paz.

Jesus nos supre com sua paz para sempre. O que Ele faz, não é algo paleativo, como a gente cansa de ver por aí, que dura só uma chuva, para depois voltar de novo a solidão, a dor, o vício, a escravidão, o medo ou a capa da hipocria tão disponível nas agremiações chamadas evangélicas. Não. Suas promessas se cumprem.

Sua SHALOM, Seu equilíbrio emocional, Seu contentamento diante da vida e Sua alegria incondicional é para a vida toda e para toda a vida.

APLICAÇÃO

DIANTE DO EXPOSTO, PRECISAMOS ASSUMIR ATITUDES CONCRETAS!

AGORA EU PERGUNTO:

1. O que precisamos fazer para sermos pessoas com alto poder de atração como Jesus?

2.O que precisamos fazer para sermos uma comunidade que atraia as pessoas como são, onde sejam curadas e devolvidas ao mundo plenas de fé, esperança e paz?

ORE AGORA. MEDITE NO QUE LEU. ENTREGUE SUA VIDA A JESUS. CONFIE QUE ELE VAI ASSUMIR O COMANDO DE SUA VIDA AGORA, DE UMA VEZ POR TODAS.

CONCLUSÃO

O QUE O ENSINO DESSE ENCONTRO DA GRAÇA ILIMITADA DE JESUS COM A GRATIDÃO IRRESISTÍVEL DE UMA MULHER NO TEXTO DE LC 7:36-50 LHE MOSTROU?

SE FEZ BEM AO SEU CORAÇÃO, ENTÃO MOSTRE ESSA MENSAGEM PARA MAIS ALGUÉM. COMPARTILHE O QUE É BOM!

Termino pedindo que você medite na letra dessa música:

É preciso

Letra: CAIO FÁBIO

Música: SERGIO PIMENTA

Ah! Eu preciso rever minha vida

Medir os meus passos

Estender os meus braços

As pessoas sofridas

Ah! Eu preciso olhar para dentro

Ouvir bem atento

A voz doce e forte

Parceira e consorte

Na vida e na morte

Que fala em mim

Ah! Eu preciso olhar para dentro

Ouvir bem atento

A voz doce e forte

Parceira e consorte

Na vida e na morte

Que fala em mim

Ah! Eu preciso ter

olhos abertos

Motivos bem certos

Prá nunca enganar

Essa gente esgotoda

de tanto chorar

Ah! Eu preciso ter

Coragem de ser

Ter vida e poder

Ter amor prá atender

Essa gente perdida

Por quem Deus

Quis morrer!

Deus o abençoe muito!

Um comentário:

markeetoo disse...

mensagem bastante desafiadora.
Deus nos ajude a ser mais parecidos com Jesus.