domingo, 11 de janeiro de 2009



DEUS NÃO TEM LATA DE LIXO
Quando não está frutificando, Deus não corta você e o joga fora.
Antes Ele o levanta , cuida e redireciona você para experimentar a maior safra de sua vida.

Gosto muito de estudar sobre os manuscritos originais dos textos bíblicos. Mas também gosto de descobrir o significado etimológico das palavras tentando aproximá-las ao máximo de seu sentido original hebraico (AT) ou grego (NT), quando foram escritas em pergaminho ou papiro pela primeira vez (o estudo que trata disso chama-se exegese). Há um papel preponderante no esmero de quem busca o significado dos termos em sua origem, pois às vezes os tradutores se equivocam. Por isso, a necessidade de revisar e criarem-se novas versões. As escrituras são inspiradas por Deus, mas as versões feitas ao longo dos anos podem ser sempre checadas e revisadas. Isso também é trabalho do Espírito Santo.
O texto de João 15.2 sempre me deixou grilado. Veja a versão da Bíblia na Linguagem de Hoje: 2 Todos os ramos que não dão uvas ele corta, embora eles estejam em mim. Mas os ramos que dão uvas ele poda a fim de que fiquem limpos e dêem mais uvas ainda. Veja agora o texto na RA (revista e atualizada): 2 Todo ramo que, estando em mim produza, não der fruto, ele o corta; e todo o que dá fruto limpa, para que mais fruto ainda.
O QUE? Alguém que estando em Cristo, que não dá fruto, Ele corta fora? ...estranho!
Ficava meditando sobre o caráter amoroso do Pai como agricultor, e o desvelo incansável do Filho Viticultor em cuidar, indo até as últimas consequências para que a plantinha mirrada reverdecesse e por fim frutificasse, mesmo que isso implicasse em velar dia e noite, enfrentar as intempéries do tempo, meter a mão na terra, tirar as ervas daninhas e por estrume, só para ver o resultado positivo no final. Ele não é desses que corta o galho. Cortar não faz parte do seu caráter. Ao contrário, Ele jamais esmaga a cana quebrada nem apaga o pavio que fumega. Por outro lado, que eu saiba, é o “capiroto” quem esmaga, despedaça, corta fora ...e, como diria Sandra de Sá, joga fora no lixo.
Queria que esse texto estivesse em harmonia com toda a verdade retilínea do caráter perfeito e indivisível do Pai com seu amor descomedido derramado copiosamente em toda a Bíblia e da misericórdia imesurável com que Jesus se revela nas Escrituras garantindo redencão completa e uma salvação pra sempre: “Aquele que vem a mim de maneira nenhuma lançarei fora”, As minha ovelhas ninguém as arrebatará de minhas mãos” e tantos outros.
Além disso, existe o aspecto intocável da doutrina da salvação eterna encerrada no termo “estar em Cristo”extravagantemente exposta nas páginas sagradas como por exemplo, o “nada poderá separar aqueles que estão em Cristo Jesus”.
Procurei ver nos lexicos, concordâncias, dicionários e comentários sobre a palavra airõ que aparece no texto grego. Descobri que na maioria maciça das vezes o termo significa levantar, erguer, carregar, tomar sobre si. Huummm... interessante. Jesus carregou (airõ) sobre si o Seu próprio madeiro.O Pastor leva sobre os ombros (airõ) a ovelha que se extraviou. Em outras vezes, mas com menor incidência, vem como cortar. E outra: a Bíblia, quando se refere ao ato de cortar fora, nunca usa o vocábulo airõ, pelo menos no sentido de retirar do plano de salvação. Em todo o Novo Testamento e na Septaginta (tradução do Antigo Testamento hebraico para o grego) vemos que airõ é muito mais aplicado para levantar e erguer do que tirar e remover. Quando o NT quer dar a idéia de cortar, utiliza coptõ (cortar decepar) e outros vocábulos semelhantes que dão a conotação de cortar.
Então chega às minhas mãos o livro Segredos da Vinha de Bruce Winkinson. Ali, ele além de defender o termo airõ como levantar, ainda dá o pano de fundo contextual, de como era a rotina dos agricultores na época de Cristo. No ambiente rural da Palestina, os galhos novos da videira tinham a tendência de ir para baixo e crescer rés ao chão. Ali, ficava difícil de produzir frutos. Quando os galhos crescem junto aos chão, as folhas ficam cobertas de poeira. Quando chove, ficam cheias de lama e mofam, sem oxigênio ficam asfixiadas. Então, galho adoece e fica inútil.
O que fazer? Cortar e jogar fora? De jeito nenhum! O ramo é valioso demais para isso. Os viticultores passam pela vinha com um balde de água à procura desses galhos. Levantam os galhos doentes e os lavam. Em seguida os enrolam em volta da latada e os amarram acima dos outros galhos. Dentro de pouco tempo, estão vicejando.
Quando os galhos caem na terra, Jesus não os joga fora nem os abandona. Ele levanta os galhos, os ajuda a vicejar, os limpa e os faz produzir abundantemente.
Ao meu coração e a minha consciência, essa é a melhor tradução. De acordo com o caráter coerente das Escrituras.
Se é assim, esse termo não pode mais ser utilizado de forma intimidatória. Ele esta ali com o intuito de nos fazer levantar de novo. De Trazer novo alento ao cansado, ao que se acha asfixiado pelas pressões da vida, coberto de lama de pecados repetitivos, emprenssado pelas tentações esmagadoras que solapam a vida real de quem quer andar com Jesus.
Fique com essa palavra, agasalhe-a em seu coração, aprume-se confiando resolutamente no caráter imutável do Viticultor Amoroso que sempre quer levantar você da prostração.
Você pode estar agora sentindo uma dor insuportável, um abatimento repentino, uma depressão momentânea, a decepção de quem foi ferido por alguém, dúvidas que confundem, ou pode até estar pensando em desistir de tudo.
Não faça isso. Olhe para Jesus. Ele não tem lata de lixo para jogar você fora. Ele é o Jardineiro Fiel que nos levanta e nos faz frutificar novamente.
Ele te diz:
“Não foi você que me escolheu; fui EU que o escolhi, e designei que você vá e dê frutos, e o seu fruto permaneça”.

6 comentários:

AlyCampos disse...

..umm!...gostei, realmente não tinha visto esse texto por esse lado. Depois dessa to vendo que preciso pesquisar mais quando leio, pra não ficar com um significado vago da coisa. Valeu.

markeetoo disse...

isso sempre me pareceu meio incoerente tambem.
essa análise me parece mais com o Jesus do resto da Bíblia.
Graças a Deus por esse Jesus que É amor.

Adriana disse...

Amei pastor, uma colocação perfeita sobre o cuidado de Deus. Completamente diferente da forma como os mortais agem, pois quando vêem os seus semelhantes assim esmagam a cana quebrada, decepando-os da graça, do reino, lançando-os no inferno.

Amo esse Jesus cuidado!

Guilar15 disse...

Êita q é nesse Deus q eu crêio!
Tb fico pensando na idéia d Deus cortar ou não alguém dependendo dos frutos ou a ação dessa pessoa, e me parece absurda a idéia d Deus se condicionar ao homem pra alguma coisa, ou de Ele guardar alguem "Se" esse alguém fizer determinada coisa.
Pelo q intendo Deus não se condiciona a nada nem a ninguém, nós é q somos totalmente dependentes dEle e condicionados pela sua graça.
E é por Ele e somente por Ele q podemos frutificar.
Não ha como dar fruto se não estivermos nEle.
Não ha como estar firme se Ele não nos plantar e nos fincar no tronco de suas mãos.
Não ha como reverdecer se Ele não nos regar c seu carinho, nos limpar as folhas cheias de pecados, e nos erguer novamente.
Nós é q dependemos da ação dEle.
Não ha como ser, sem Jesus.
Valeu Manel, o Senhor te abençe e te guarde. O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti. O Senhor sobre ti ponha a sua mão e te dê a paz.
Gui

Marilena Silva disse...

eu tb creio nisso. Creio nesse Deus que é amor, que é justo, mas tb é misericórdia e sempre nos procura e nos espera, como o pai do filho pródigo. Lena

jango disse...

Bem devemos fazer um estudo bem mais profundo, é claro que Deus é um Deus generoso, amoroso...etc, mais jamais devemos esquecer que Ele é justo, servero, posso ate crer que Deus sempre quer levantar, cuidar, mas as veses são as pessoas que não querem ser cuidadas, mas reconheço que o comentario é no minimo para se reflatir. Jango