quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

NATAL É...



- Mergulhar em um portal mágico de uma época incomparável.
- Dar vasão à fantasia, à poesia, à magia, se impregnar do belo.
- Expulsar ao sentimento de depressão e dar espaço à alegria exuberante.
- Ouvir os sons dos recitais para além dos sentidos naturais.
- Empolgar-se com as festas entre amigos sem medo de ser inadequado.
- Dar e receber presentes sem deixar de ser generoso nos outros dias do ano.
- Entrar radicalmente na emoção, e sair conscientemente da consumação.
- Ser exatamente o que se é, durante o ano todo.
- Deixar de ser negativista e ver o lado bom das coisas ao redor.
- Se despojar da aversão irracional aos símbolos natalinos como se um espírito estive espreitando por trás de cada enfeite.
- Entender de uma vez por todas o que é receber todas as coisas pela oração e ações de graças sabendo que em Deus tudo é santificado e nada é recusável.
- Instituir Deus em todas os espaços da vida e areas da existência humana.
- Ser um cristão comprometido com as pessoas e não com os credos de uma instituição vazia. Assim como Jesus foi.
- Avaliar a vida e projetar para o futuro visando o outro e não o “eu”.
- Focalizar a atenção aos desvalidos e amar incondicionalmente os diferentes em uma sociedade indiferente e exclusivista.
- Se encher de um poderoso senso de direção: a história humana é de Deus.
-
Ter gratidão por Jesus ter nascido em Belém (da Judéia), mas principalmente no coração, visando servir ao próximo com paixão solidária.
- Ler a história do menino que nasceu num curral e foi posto no coche dos animais, mas entender que ele cresceu e viveu para redimir os homens em uma cruz, lugar de execução de criminosos.
- Viver um estilo de vida simples imitando o Rei que se entregou voluntariamente a um modo de vida simples e despojado.
- Viver uma espiriritualidade de plenitude e novidade de vida que desemboca no intenso afluente da prática e da relevância para o mundo perdido.

5 comentários:

Maressa disse...

adorei tio, parabéns :) me inspirou! ;*

Rafael Siza disse...

Natal é relacional, é Verdade, é arrependimento, é perdão, é recomeço, é esperança renovada... Enfim, é viver em liberdade e liberdade consciente.

Belíssimo texto!

mix disse...

Natal é reunir pessoas amadas e lembrar de um amor ainda maior... o de Deus por nós!

:*

Dude Pinheiro disse...

Pow, maneiro, profundo, até eu que não tenho coração, quase chorei, hehehehe, gostei muito, isso acontece comigo, mas existe uma fatia, uns caras que eu conheço, que o efeito natalino neles é o oposto, os caras ficam extremamente depressivos, e nem mesmo eles sabem dizer por que, apenas dizem que acham uma data triste. por que será?

José Eduardo - DUDA disse...

Oi, tudo bem?
Concordo com esse seu texto sobre o NATAL e tambem gosto muito dos outros de seu blog! Parabéns!

Dá uma visitada la no meu tambem: http://acasasobrearocha.wordpress.com/

TENHA UM FELIZ NATAL E UM FELIZ 2011!!!

FIQUE COM DEUS!
SHALOM!